Mostrar mensagens com a etiqueta fruta. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta fruta. Mostrar todas as mensagens

Gelado de pêssego

Ainda  agora estava a ler o comentário da Lenita ao meu post da pescada pescada na minha marmita e estava a pensar que preguiça é pouco, pelo lado que me toca!
Na verdade também tenho andado muito atarefada com o L de linfa e tenho descorado a cozinha, peço desculpa por isso. 
Mas... a Martha Stewart inspirou-me com este gelado que tem a vantagem de não ser necessário a máquina de gelado (nem de se mexer qdo ainda não está congelado)

Gelado de Pêssego

Fiz uma dose reduzida utilizei apenas:

  • 1 lata de leite condensado
  • 3 pêssegos médios/grande maduros



Preparação  
  1. descascar os pêssegos e retirar o caroço
  2. colocar os pêssegos numa liquidificadora e adicionar o leite condensado
  3. colocar a mistura num recipiente e levar ao congelador para solidicar
  4. saborear com prazer

fruta e ...uma história para o segundo aniversário

Meu Deus, o tempo voa a uma velocidade incrível!

Já faz dois anos, no próximo mês, que me sinto uma privilegiada por estar aqui convosco.

Estava a pensar em fazer uma festa idêntica à que fiz no ano passado, uma festa pelo prazer de estarmos juntos. Que pensam desta hipótese?

Não vai haver prémios, o prémio é estarmos juntos. Mas, cada um tem de contar uma história que, por exemplo, poderá ter que ver com o que trazem para a festa. E, para a festa têm de trazer fruta.
Querem vir?

Eu gostaria muito que estivéssemos juntos, venham por favor.
Vão deixando a vossa participação/link nos campo dos comentários, até dia 17 de Abril.
Se não tiverem blog, façam-no na vossa página do Facebook, mas informem através do meu mail, ou aqui.

Marmelada de pêra com cenoura



ingredientes


  • 1 1/2 Kg de pêras
  • 1/2 Kg de cenouras
  • 1 Kg de açúcar
  • 2 dl de água (não utilizei porque cozi a fruta e a cenoura ao vapor)
  • 1 casquinha de limão (utilizei raspa)


preparação:

  1. descascam-se as pêras e as cenouras e cozem-se (ao vapor);
  2. reduz-se as pêras e as cenouras a puré
  3. junta-se o açúcar e a raspa de limão
  4. leva-se ao lume até fazer ponto estrada
  5. colocar o preparado em tigelas
Fonte de inspiração: Pantagruel




Salada de mamão, meloa e presunto, com molho de hortelã

Há fins-de-semana que são uma excelente quebra à rotina e que são especiais, porque a partilha é feita de uma forma descontraída e as pessoas à volta tem um sorriso brilhante. Este sábado foi assim, por isso  lembrei-me de uma salada, que já tinha fotografado faz tempo. Esta salada poderia  ser o icon desta pausa saudável e enriquecedora. 
Os meus agradecimentos ao Sabores de Canela, que não só nos oferece excelentes sugestões, como aguça o nosso palato através de lindas fotografias (acho que vou também começar a seguir estas dicas... ...daqui a uns tempos!)

Salada de mamão, meloa e presunto, com molho de hortelã


ingredientes

mamão
meloa
presunto
mozzarella
hortelã
mostarda 
açúcar
azeite
vinagre de vinho branco

Preparação

Num prato coloque alternadamente o mamão e a meloa.
Rasgue a mozzarella e espalhe, bem como as fatias de presunto. 

Para a vinagreta, misture numa taça a mostarda, vinagre, açúcar, o azeite, a hortelã (picada) e misture bem

Regue o conteúdo do prato com esta vinagreta e, saboreie descontraidamente


Nota: está também publicada no TA

Uma salada de frutas com um toque Britânico

Foi esta a salada de frutas  que escolhi para acolher uma professora de inglês muito especial que, como muitos dos professores que conheço, está a necessitar de uma excelente pausa, imprescindível para recuperar um pouco de um ano lectivo nem sempre fácil.
A receita original é da Nigella Lawson mas na verdade eu inspirei-me na sugestão da Susana,  (e é perfeita para descontrair, tal qual este tema  dos Azeitonas)



Salada de Frutas com Gengibre e Hortelã

para a calda
  • 40ml de água
  • 20g de mel
  • 1 rodela de gengibre fresco, ralado
  • 2 rodelas de lima
  • folhas de hortelã
Fruta que utilizei
  • meloa
  • pêssego
  • morangos
  • mirtilos
  • amoras

  1. Juntei, numa caçarola, a água a ferver, adicionei o mel misturei. Juntei o gengibre ralado, a lima e a a hortelã ficando em infusão 
  2. Retirei bolinhas de meloa (que fiz com uma concha), descasquei um pêssego, tirei-lhe o caroço e parti aos pedaços. Cortei os morangos, depois de bem lavados e escorridos, em laminas.
    Numa tigela coloquei os frutos às camadas terminado com os mirtilos e as amoras
  3. Quando a  calda, feita em 1, estava fria, deveria ter coado antes de regar os frutos mas não o fiz e ainda acrescentei uma outra folha de hortelã para enfeitar.
Esta receita é sem dúvida para repetir

Salada de Melancia com amêndoa e queijo de cabra

Estou com preguiça, o Verão deixa-me assim. Se, em dias assim, conseguir ficar sossegada e com um livro na mão não me importo rigorosamente nada.
... ...
Já não sei muito bem em que ano foi, mas já faz "algum" tempo que li, num ápice, "A Papisa Joana" de Donna Woolfolk Cross, hoje deparei-me com o trailer.



Dado que a simplicidade deve ser ainda mais abundante nesta época, fica aqui uma receita bem simples que descobri e que fez sucesso junto dos convidados:


Salada de melancia 
com 
amêndoa queijo de cabra




ingredientes:
  • 1 fatia de melancia
  • 1 queijo de cabra meio curado
  • amêndoa laminada q.b.
  • mistura de três pimentas q.b.
  • 1 fio de azeite (não coloquei)
  • folhas de manjericão q.b.

Preparação:
Retirar as sementes à melancia e cortá-la em pequenos cubos.
Cortar o queijo em cubos, misturar com a melancia, polvilhar com a amêndoa laminada e a pimenta acabada de moer, pôr por cima as folhas de manjericão, regar com um fio de azeite e servir.

Gelado de morango, versão do Mel





O Mel apareceu perto de mim, muito sorrateiramente.Olhei para ele e... estava a lamber-se!
- Mel, o que é se passa?!
Fez-se desentendido e seguiu o seu caminho... fui à cozinha e tudo estava impecável... não entendi!

No dia seguinte disse-me:
- Queres convidar os teus amigos para virem cá? É que... eu fui falar com o Chefe Tiger, e fiz uma surpresa para ti.  Este gelado dá para 12 pessoas... ... bom... para dizer a verdade... já só tens aqui, mais ou menos, para 9... ... ontem comi "um" bocadinho...






Gelado de morango

ingredientes:
  • 750g de morangos
  • 5 dl de natas
  • 1dl de leite
  • 500g de açúcar
  • 4 ovos
Preparação:
  1. Lave e corte os morangos e triture-os
  2. misture as gemas com 250g de açúcar
  3. junte o leite quente ao preparado de morangos
  4. Bata as natas
  5. Bata as claras e adiciona-lhes as restantes 250g de açúcar e misture-as ao creme
  6. Envolva as natas no preparado
  7. Leve ao congelador para solidificar
Nota: Pode servir com triângulos de massa folhada, mas o Mel não queria acender o forno



Nota: O Mel já está a fazer escola e, sobretudo, a fazer amigos (veja aqui)

Mirtilos com natas e raspa de limão

Eu não sei o que se passa (falta de férias?) o que sei é que estou "nim" e quando estou "nim" quero estar no meu canto com imensa vontade de sair dele!!
Cozinha... ... olho para ela e estou num "faço, não faço" constante!
Mas a minha prima Josefina vinha cá, ela merece um miminho. Comprei mirtilos para lhe oferecer...  Lembrei-me da sugestão que tinha visto e... quando ela esteve cá... ...esqueci-me que tinha os ingredientes a aguardar uma excelente sobremesa!!! 
Sim, é excelente esta adaptação que fiz. Nós, cá em casa, comemos com agrado (desculpa Jo  L L, tenho de repetir para te oferecer numa próxima)

✿❧✿❧✿❧✿❧✿❧✿❧✿❧✿❧✿❧✿❧✿❧✿❧✿❧


Mirtilos com natas e raspa de limão

Ingredientes
  • Mirtilos
  • Natas (utilizei Longa Vida)
  • Limão (raspa)
  • q b Açúcar




Preparação
  1. Lavar e enxugar os mirtilos, reservar
  2. Bater as natas com o açúcar.
  3. colocar um pouco de natas no fundo de uma taça e colocar os mirtilos por cima
  4. "polvilhar" com casca de limão

Morangos com mascrapone e iogurte grego, num jantar com mentes brilhantes


Os jantares da iniciativa da Ana têm sido desafios constantes e este , no Reino da Prússia, é sem dúvida, até agora, o mais desafiante para mim.
Confesso que a inteligência sempre me fascinou. Gosto de pessoas inteligentes, pessoas de inteligência saudável, sublinho. Agora a Sofia queria que eu convidasse para jantar mentes brilhantes, isso deixa-me ainda mais fascinada,mais caladinha, muito atenta, tentado beber uma parte dos seus conhecimentos e tentando descodificar o que vão relatando... 
Dei comigo a pensar:
Mentes brilhantes... Galileu GalileiIsaac NewtonAlbert EinsteinStephen HawkingVou ter mesmo de escolher um? E se eu os juntar à mesma mesa e os deixar a falar sobre... o Bosão de Higgs?? Não, isso não é muito honesto da minha parte. Vou convidá-los para jantar, sim. E até vou convidar o Peter, mas será um momento de plena descontracção... um momento de  saudável convívio.... espera... e se eu telefonasse ao Maestro Armand Diangienda e surpreendesse  todos com a actuação da orquestra que ele dirige em Kinshasa? Mistura estranha? Não, não me parece... é isso mesmo! Está decidido. 

Orchestre Symphonique Kimbanguiste


A sobremesa será muito simples, vi uma no blog da Selene, vai ser essa receita a minha fonte de inspiração.
... ...

Morangos com mascrapone e iogurte grego


ingredientes:
  • morangos
  • iogurte grego
  • mascrapone
  • folhas de hortelã 


Preparação:
  1. Lavar bem os morangos, enxugar e cortar em tiras
  2. misturar o iogurte com o mascrapone
  3. Numa tigela colocar a mistura, e os morangos por cima (em topo) e de seguida uma nova camada de iogurte com mascrapone
  4. enfeitar com hortelã.
Nota: Nestes jantares estiveram muitas mentes brilhantes, que são brilhantemente apresentadas pela Sofia

Ameixas (ao brandy e em licor)

Lembram-se dos post:
???

Pois é verdade, estas duas experiências tiveram o maior sucesso o ano passado e todos os que os provaram disseram maravilhas e  insinuaram-se a uma nova quantidade
Assim, quando vi o cestinho  que a  Isabel nos trazia lembrei-me que deveria repetir a experiência. Desta vez as ameixas não são da mesma qualidade, mas como foram dadas com carinho acho que o resultado vai ser muito bom.
Como é que fiz desta vez?
Bom... confesso que misturei um pouco das duas receitas e uns pozinhos do que me veio à mão...é que as ameixas estavam maduras e eu só tinha em casa quantidades alcoólicas suficientes para dois frasquinhos (fiz um com brandy e outro com aguardente)!



ingredientes
  • ameixas
  • açúcar amarelo
  • 1 pau de canela 
  • 1 aniz estrelado
  • 1 cravinho
Modo de preparação:

Colocar as ameixas num frasco de boca larga, o pau de canela, o aniz estrelado, o cravinho e o açúcar depois colocar a aguardente (ou o brandy). Deixe repousar em lugar sem luz, e servir passado 3 meses
Nota: Não se esqueçam que o Natal está já aí e o prazer de oferecer não deve de ser afogado com a Troika!

um gelado de morango numa tarde de 40º


Como sabem eu não acredito em coincidência.
Ontem fiz um gelado de morango, porque o calor prometia e a Maria João vinha sentar-se à mesa para falar de um blogue cuja concepção lhe anda a fervilhar na cabeça. Não sei muito de blogues mas saber alguma coisa, nem que seja ínfima, e não ensinar/partilhar não faz qualquer sentido, para mim.
Depois de ter feito o gelado fiquei a olhar e pensei que poderia fazer ainda outras coisas, deixando esta opção como isso mesmo: uma opção.
Esta manhã o telefone tocou e, de uma forma cerimoniosa, a Maria João referiu que provavelmente não viria dado que tinha trazido o filho para o local de trabalho e... adivinhando o seu "problema", brinquei com ela e "autorizei" que o seu rebento a acompanhasse!!
Claro que ainda não tinha desligado o telefone já estava a entender porque é que eu  tinha feito um gelado ontem!!!

Depois de ter perdido a vergonha, aquela a que normalmente as crianças têm, os olhitos do Gonçalo brilharam com a proposta  de lanche que lhe fiz. E se houvesse qualquer dúvida o seu sorriso apagá-la-ia para sempre.

À saída referiu:
- Muito Obrigada, gostei mesmo muito...
(confesso que fiquei genuinamente contente com a observação)

o sorriso do Gonçalo

A receita deste Gelado encontrei-a na Flagrante Delicia, provavelmente quando a repetir diminuirei a quantidade de açúcar (não sei é se "os Gonçalos" acharão piada a esta decisão)


Gelado de Morango

ingredientes:
  • 400g de morangos (limpos)
  • 500ml de natas (utilizei 400ml, 2 pacotes de nata fresca)
  • 275 g de açúcar (para a próxima diminuirei a quantidade)


.
Preparação:
  1. Num liquidificador misture o açúcar com os morangos
  2. Bate as natas até ficarem firmes
  3. Envolva uma parte das natas, cerca de  1/3, com a mistura obtida em 1.
  4. Envolver as restantes natas, evitando que se perda o volume.
  5. colocar num recipiente para levar ao congelador
  6. Consumir num prazo não muito superior a  3 dias
PS: Este Gelado foi também feito na Oficina das Papitas, já com menos açúcar mas...a Maria acrescentou uma cobertura de ganache ih ih ih

Bolo de amoras e maçã

"Gostas de amoras??? Vou dizer ao teu pai que já namoras!"

Repetíamos esta "ladainha" vezes sem conta, sem aguardar qualquer resposta (pelo menos que eu me lembre). O muro do carreiro que nos levava  das casas de férias dos meus avós paternos à da minha tia Adelaide estava coberto de silvas e as baguinhas pretas, muito escuras denunciando o doce, tornavam-nos destemidas  e imunes às eventuais picadas que a planta nos pudesse dar.
E lá íamos, eu e a minha prima Josefina, pulando, catarolando e sobretudo saboreando aquele fruto negro, miudinho, de um doce cativante. 

"Gostas de amoras??? Vou dizer ao teu pai que já namoras!!"


Bolo de amoras e maçã

Vi este bolo na BBC e resolvi fazer umas adaptaçõs que ficaram muito boas, no nosso ponto de vista. Aqui fica as a receita


ingredientes

  • 250g de farinha integral
  • 175g de manteiga sem sal
  • 175g de açúcar mascavado light
  • 2 colheres de sopa de açúcar refinado
  • 1/2 colher de sopa de canela
  • 1 maça reineta, pequena
  • 3 ovos do campo
  • raspa de uma laranja
  • 1 colher de sopa de fermento
  • 225g de amoras
Preparação
  1. misturar, com os dedos, até formar pequenos granulos, o açúcar mascavado, a manteiga e a farinha
  2. retirar para um recipiente à parte cerca de 5 colheres de sopa da mistura feita 1. A esta mistura juntar a canela e as duas colheres de açúcar refinado. Reservar.
  3. picar a maçã em pequenos pedaços e juntar ao restante preparado feito em um.
  4. juntar os ovos e o fermento e misturar bem
  5. partir as amoras em duas e envolver no preparado
  6. colocar numa forma rectangular, devidamente barrada e polvilhada de farinha
  7. cobrir o topo da massa com o preparado que tínhamos reservado em 2.

Bolo de Maçã e flocos de aveia

Já aqui tinha falado de uma receita de bolo que leva flocos de aveia e de um outro com maçã. Esta receita que encontrei no Brasil reúne estes dois ingrediente, junta-lhe mais uns cantos e refere que se trata de uma receita da família



ingredientes:

  • 3 colheres de sopa de margarina
  • 3 ovos
  • 1 chávena de açúcar (1/a de mascavado e 1/2 do refinado
  • 4 maças descascadas e em cubos
  • 1 chávena de aveia em flocos ou farinha de aveia
  • 1 colher de chá de canela em pó
  • 1 colher de sopa de fermento em pó (coloquei duas de chá)
  • para polvilhar:um mistura de açúcar e canela
Preparação
  1. Bater as claras em castelo
  2. Bater a margarina,gemas e o açúcar , mexer bem até ficar uma mistura esbranquiçada
  3. Adicionar a farinha e a aveia
  4. Misturara bem e coloca-se, por último a canela as maças aos cubos e as clara em castelo
  5. Levar ao forno e assim que se espectar e ele vier seco está cozido

O bolo de maçã reineta é um pecado venial?!

Este bolo tinha   T U D O   para ser experimentado!

  1. A Ilídia intitulou-o de pecado venial e referiu que não tinha sido testado da forma tradicional;
  2. A Alexandra, minha colega de trabalho, estava há mais de uma semana, a brincar comigo referindo que a tinha de a presentear com um bolo de maçã. A este apelo juntou-se a Lúcia e, ainda, a Marta.  Se atendermos que a Marta está de esperanças... não podíamos deixar o novo membro deste clube sem um bolinho que tinha tudo de saudável
Assim arregaçou-se as mangas e testou-se, da forma tradicional, este convidativo bolo.
Para que o teste ficasse completo, pela manhã, fez-se um "mail circular" e convidou-se todos os colegas do grupo para uma pausa. incluindo-se, como é óbvio, a chefe!
A aprovação foi geral e muitos, primeiro com alguma timidez e depois com os olhitos brilhantes, não resistiram a uma segunda fatia. Nada foi desperdiçado...até o resto foi levado pelo Tomás e fez as delicias dos pavões...
Se o bolo de maçã reineta é um pecado venial?!
Sem dúvida que a Ilidia tinha razão.  
Mas, afinal, quem é que nunca pecou?

Bolo de maçã reineta



Ingredientes:

  • 180g de açúcar amarelo
  • casca de 1/2 limão
  • 2 maçãs reineta descascadas
  • sumo de 1/2 limão
  • 3 ovos
  • 1 iogurte natural
  • 50g de azeite
  • 200g de farinha integral
  • 1 1/2 de chá de fermento para bolos
  • 1 colher de chá de canela em pó
  • spray para untar (utilizei margarina)
  • farinha para polvilhar a forma
Preparação
  1. Pré-aqueça o forno a 180º graus
  2. raspe o limão e reserve
  3. Numa picadora, triture a maçã com o sumo de limão (a maçã não deverá ficar liquefeita, dado que deveremos encontrar pedacinhos). Reserve.
  4. Bata as gemas com o açúcar e a raspa de limão. 
  5. Adicione o iogurte e o azeite e continue a bater.
  6. Adicione a farinha, o fermento e a canela e bata mais um pouco
  7. Adicione a maçã reservada e envolva na massa, sem bater
  8. Colocar a massa numa forma de bolo inglês e levar ao forno

Perna de Carneiro, com o tempero do Cabrito da Chefe Justa

A minha mãe, nos seus 92 anos, não perde uma leitura das revistas.  E, se lhe perguntarem quem casou, divorciou ou namora com... ... ela responde sem qualquer hesitação! Se pensarmos que isto, nos tempos que correm, são informações que estão a ser actualizadas com uma frequência que obriga a alguma ginástica mental... ... 
Ao contrário da minha mãe confesso que, embora seja capaz de as folhear, não tenho grande paciência para  revistas social light, tanto mais que me sinto uma perfeita ignorante, quando se fala de determinadas pessoas como obviamente conhecidas do mais comum dos mortais e eu, que sou muito melhor em  caras do que em nomes, olho para as várias fotografias e não me lembro de as ter visto alguma vez  mencionadas!
Esta semana, como em todas as semanas, comprei mais uma das revistas e, enquanto a minha mãe  estava a vê-la, reparei numa mesa apelativa e uma cara que identifiquei de imediato, a da Chefe Justa. Num dos cantinhos daquela  página podia-se ler, em jeito de nota, duas receitas e a do Cabrito  Assado despertou o meu interesse.
Cabrito não tinha, nem iria comprar, mas a perna de carneiro aguardava tempero... foi assim que nasceu a

Perna de Carneiro, com o tempero do Cabrito da Chefe Justa



ingredientes
  • 1 perna de carneiro
  • 8 dentes de alho
  • 2 folhas de louro
  • 2 laranjas (sumo)
  • 2 copos de vinho branco
  • colorau
  • azeite
  • margarina
  • 2 pezinhos de alecrim
  • 4 pezinhos de salsa
  • batatinhas pequenas para acompanhar
Preparação

Tempera-se o carneiro com todos os ingredientes mencionados (os alhos são muito picadinhos) e deixa-se a marinar por umas horas (eu deixei de um dia para o outro). 
Depois de marinar leva-se ao forno a assar.
Acompanhei com batatas assadas, também poderia ter acrescentado cebolinhas.

Estava uma delicias, dizia a receita que é um sabor de Trás-os-Montes

Gin de Framboesa

A Ana veio devagarinho e disse que também fazia anos este mês. Não pediu nada, não acrescentou mais nada a não ser que não anda inspirada.
Vamos resolver a questão com uma musiquinha que o Daniel, um amigo meu,  me deu a conhecer e da qual  eu gosto.


A receita que aqui trago está num livro da Thane Prince e já faz tempo que a queria fazer, só que as framboesa sorriam para mim e eu... ...não lhes resistia. Desta vez, para não acontecer o mesmo, encerrei-as num frasco e transformei-as em

Gin de Framboesa 


ingredientes:
  • 450g de framboesas, mais algumas para servir (opcional)
  • 225g de açúcar branco;
  • 600 ml de Gin
Preparação:
  1. Colocar as framboesas e o açúcar  numa caçarola e levar ao lume brando com o açúcar e mexer de vez em quando, até os sucos se libertarem e o açúcar a dissolver;
  2. Transferir a mistura para um jarro de vidro, deitar o Gin por cima e tapar
  3. Mexa a mistura todos os dias durante 3 a 4  dias. 
  4. No final desse período coar e deitar, nas garrafas que se poderão mater durante 3 ou 4 anos.
  5. O gin só está pronto a ser bebido daqui a 3 ou 4 meses
  6. Se pretender a bebida pode ser servida assim ou diluída em vinho branco
Como vêm aqui está uma excelente ideia para um presente

Esta receita também está aqui

Uvas com Queijo para saborear a amizade

A Lena está sempre atenta aos seus amigos, e zela por eles. Hoje, logo pela manhã, partilhou connosco um poema
Obrigada Lena, a luz melhor do que a do sol é, sem dúvida, a da amizadeJ



Querem uma Luz Melhor que a do Sol!


AH! QUEREM uma luz melhor que a do Sol!
Querem prados mais verdes do que estes!
Querem flores mais belas do que estas que vejo!
A mim este Sol, estes prados, estas flores contentam-me.
Mas, se acaso me descontentam,
O que quero é um sol mais sol que o Sol,
O que quero é prados mais prados que estes prados,
O que quero é flores mais estas flores que estas flores
Tudo mais ideal do que é do mesmo modo e da mesma maneira!

Alberto Caeiro, in "Poemas Inconjuntos"

Espetadas de uvas com queijo flamengo

Foto:Mafalda Correia

Ingredientes
  • uvas
  • queijo flamengo fatiado
Para montagem:

Palitos de espetada, tamanho médio

Preparação

No palito da espetada, espetar, alternadamente, as uvas e o queijo flamengo (conforme mostra nas fotos).

 esta receita também está aqui

summer pudding

A Helen é daqueles amigos que sabemos que está sempre presente, independentemente dos muitos Kms/milhas de distância que nos separarem. Paralelamente a este precioso facto, a minha amiga tem por hábito mimar-me. No meu aniversário a Helen resolveu oferecer-me, entre outros presentes, um livro de cozinha.


O lanchinho surpresa da minha mãe, a quem a Helen se refere como "a minha mãe portuguesa", aconteceu dez dias depois do meu aniversário. Este acontecimento pareceu-me o ideal para iniciar  "A Taste of England" e dali escolher um "summer pudding". E, assim, encurtar distâncias (bem sei que a Helen não é inglesa, mas esta escolha manteve-se acertada - até porque prevaleceu o summer, no coração, apesar de estarmos o winter time!)

O pudim não ficou exactamente igual ao que vêm na segunda fotografia do rodapé da capa do livro, porque eu não tinha nenhuma tigela que fosse cumulativamente funda e estreita. No entanto, este pudding foi do agrado de todos nós, posso até dizer que fez fãs.



Summer pudding

ingredientes
  • +/- 8 fatias de pão de forma sem codega
  • 7 chávenas de frutos silvestres (utilizei uma embalagem de congelados)
  • 50g de açúcar amarelo
  • 1 iogurt, natas para acompanhar (servi com iogurte grego)
Preparação
  1. Escolher um recipiente em forma de tigela (convém ser mais fundo e estreito do que aquele que utilizei) e forrá-lo com película aderente,
  2. Colocar, por cima da película,  as fatias de pão de forma a forrar a tigela
  3. colocar os frutos com o açúcar  numa caçarola (não adicionar água). Deixar cozinhar em lume brando, durante 4 a 5 minutos, até o sumo começar a libertar-se e ficar com alguma textura. Deixar arrefecer.
  4. Com a ajuda de uma colher,colocar os frutos dentro da tigela, forrada de pão, (deixar seguir também o molho de modo a que este possa ser absorvido pelo pão).
  5. reservar um pouco de frutos, para enfeitar depois de desenformar.
  6. cobrir/tapar o topo do recipiente com o restante pão 
  7. Escolher um prato para colocar em cima, de diâmetro inferior ao da tigela, e colocar um peso  em cima e levar ao frigorífico (uma noite inteira - mais ou menos 8 horas)
  8. Para servir, voltar a tigela para cima de um prato e desenformar
  9. Colocar  os frutos que reservámos, por cima, e servir com natas ou iogurte (grego)

Um desafio em forma de tarte - Tarte Tatin

Todos os pratos têm uma história à sua volta. Esta tarte, a de Tatinnão é exceção.
Quando foi criado o grupo “Dorie às sextas “, no Facebook, achei a ideia muito interessante e aderi de imediato. Por este ou aquele motivo, o tempo não me permitiu participar até este momento.
Não tenho o livrocondição não obrigatória, mas aconselhada, por isso, recorri à receita que normalmente nos é facultada. Este desafio eu não queria perder!
Quando li a tradução da receita da Tarte de Tatin, não estava a visualizar a técnica, por isso, recorri ao visionamento de um  vídeoe a partir daí segui a receita,  em linhas gerais.
O resultado foi tão bom, e eu fiquei  tão feliz, que publiquei logo a fotografia no primeiro dia do desafio. Só que há regras que têm de ser cumpridas: só se pode publicar os nossos resultados na data que é referenciadaL L  (e eu que nunca leio manual de instruções L L, valeu-me o warning da Moira e as desculpas da Marianauma das gestoras deste projeto. 

Tarte Tatin
Ingredientes:

  • 1 embalagem de massa folhada fresca
  • 6 maçãs médias (ou 8 pequenas)doces mas firmes  ( a minha frigideira tem 20cm de diametro e eu utilizei  4  Granny Smith, a minha frigideira tem 20cm de diâmetro) 
  • 110g de manteiga
  •  ¾ chávena de açúcar 

Preparação


Pré-aquecer o forno a 190ºC. Numa frigideira grande, que possa ir ao forno, derreter a manteiga. Inclinar a frigideira ligeiramente  para que as laterais da frigideira sejam untadas com a manteiga derretida (até metade da altura, mais ou menos). Retirar do fogo e polvilhar com o açúcar (tentando formar uma camada relativamente homogénea). Dispor as maçãs, descascadas, descaroçadas e cortadas em quartos, com o lado redondo voltado para baixo, formando círculos concêntricos. Com pedaços mais pequenos de maçã, tapar eventuais brechas nos círculos – as maçãs vão encolher com a cozedura, por isso é importante que elas fiquem bem aconchegadas na frigideira. 


Levar novamente ao fogão, em lume médio, até que o açúcar caramelize. Este processo vai demorar entre 10 a 15 minutos e convém ser constantemente vigiado – a caramelização pode ocorrer de um momento para o outro. Pode ser preciso ajustar o fogo para que não queime demasiado. O caramelo vai borbulhar em volta das maçãs e por aí se conseguirá ver a cor que está a tomar. Quando estiver da cor do caramelo, aquele dourado escuro, retire do fogo.

Centre o disco de massa folhada sobre as maçãs na frigideira e aconchegue as laterais – pode ficar com uma camada dupla de massa na borda da tarte – o que saberá ainda melhor quando a massa caramelizar ligeiramente. Leve ao forno durante 30-40 minutos ou até a massa folhada ter inchado e se apresentar dourada.

Coloque um prato mais largo que a frigideira sobre esta e num movimento rápido, vire a tarte para o prato. 

Pode ter de rearranjar as maçãs sobre a base, uma vez que elas tendem a escorregar neste processo. Espalhe todo o caramelo que ficar na frigideira sobre a tarte e deixe arrefecer pelo menos 10 minutos antes de servir.






Pudim de laranja

Não poderia faltar ao sexto aniversário dos Cinco Quartos de Laranja, um pudim e um poema foram estas as minhas escolhas

/˚ •* ˚ ˚˚ ˛* ˛° * ° ˚ • *˚ .


O tempo
A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando de vê, já é sexta-feira!
Quando se vê, já é natal...
Quando se vê, já terminou o ano...
Quando se vê perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê passaram 50 anos!
Agora é tarde demais para ser reprovado...
Se me fosse dado um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas...
Seguraria o amor que está a minha frente e diria que eu o amo...
E tem mais: não deixe de fazer algo de que gosta devido à falta de tempo.
Não deixe de ter pessoas ao seu lado por puro medo de ser feliz.
A única falta que terá será a desse tempo que, infelizmente, nunca mais voltará.
Pudim de laranja
ingredientes:
  • 200g + 160g de açúcar;
  • 5 dl de sumo de laranja natural:
  • 8 ovos

Preparação:
  1. Leve uma frigideira antiaderente ao lume com as 160g de açúcar até obter um caramelo que caramelize a forma
  2. Esprema as laranjas e coe o sumo, num passador de rede.
  3. Deite num recipiente o sumo da laranja com o restante açúcar, 200g,  leve ao lume durante 5min
  4. Numa tigela bata os ovos e junte a mistura anterior,mexendo sempre.
  5. Colocar numa forma de ir ao forno em banho maria (não se esqueça de utilizar a técnica do palito para verificar se está cozido - estará em +/- 40min)
fonte:Teleculinária Gold
          Agosto de 2011

Mousse de chocolate com framboesas

Um dia vais ter idade suficiente para ler contos de fadas novamente 

foto de Mafalda Correia
ingredientes:
  • 1 folha de gelatina
  • 350ml de natas
  • 125g de framboesas
  • 220g de chocolate  (70% cacau foi o que utilizei)
  • qb açúcar (adicionei duas colheres de sopa)
Preparação:
  1. Colocar a gelatina a demolhar em água fria.
  2. Colocar 50g de chocolate numa taça
  3. Lave as framboesas, esmague-as e passe-as por um coador, usando uma colher para retirar todo o sumo.
  4. Colocar os 50ml de natas num tacho e aquecer. Qundo estiver a ferver, retire do lumee adicione a gelatina escorrida. mecer muito bem até dissolver muito bem.
  5. junte o sumo de framboesa e misture
  6. parta o chocolate em pedaços e derreta em banho-maria.
  7. Depois derretido, junte ao preparado anterior
  8. Mexer muito bem o preparado anterior.
  9. Bata asnatas bem firmes e juntar ao preparado, envolvendo muito bem
Antes de servir colocar numa, ou em várias, tacinhas
Decorar com framboesas e raspa de chocolate branco.

Esta receita foi estreada nos aniv da Rosinha, sendo extraida da revista "Cozinha Saudável" de Dezembro de 2011
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...