Tarte de abóbora e especiarias


Gosto sempre de estar rodeado por aqueles que amo no meu aniversário, quem não gosta?

E uma das actividades principais é fazer a ementa, que faço questão de confeccionar e que por norma têm algumas descobertas de sabor. Desta vez a minha fonte de inspiração foi o querido blogue Ananás e  Hortelã e esta tarte, que fazia parte da ementa, foi aprovada por toda a família.

A receita, sendo a que está naquele blog, teve uma  ou outra pequena alteração

TARTE DE ABÓBORA E ESPECIARIAS

  • 1 placa redonda de massa quebrada
  • 350 gr de puré de abóbora (cerca de 650gr em crua)
  • 4 ovos 
  • 250 gr de açúcar amarelo
  • 1 colher de sopa de mel
  • 200 ml de natas para bater
  • Raspa de ½ laranja
  • Pitada de sal
  • 2 colheres de sopa de farinha de trigo (bem cheias)
  • 1 colher de chá de canela em pó
  • 1/2 colher de chá de gengibre em pó
  • 1/8 de colher de chá de noz moscada em pó
  • 1/8 de colher de chá de cravinho em pó   não adicionei
  • 1/4 de colher de chá de cardamomo em pó   não adicionei
  • aniz estrelado (não está na receita original, adicionei à água de cozer a abóbora)
  • pimenta da Jamaica (não está na receita original e eu adicionei um grão à água de cozer a abóbora)



Preparação

Untar com manteiga uma tarteira bem alta, com cerca de 22cm de diâmetro e forrar com a massa quebrada, ajustando bem à base e laterais, e cortando o excesso das bordas. Picar a base com um garfo e reservar no frio até usar.
Para fazer o recheio juntar todos os ingredientes numa taça ou liquidificador e bater bem até ficar homogéneo. Colocar o recheio dentro da tarteira e levar a forno pré-aquecido a 180ºC, durante 45-60 minutos. Poderá ser necessário colocar papel de alumínio no topo, a meio da cozedura, para não queimar a tarte. Está pronta quando ainda ligeiramente mole no meio mas com palito seco ao espetar. Deixar arrefecer antes de desenformar, e servir só em fria, idealmente passadas umas 4-6horas, ou uma noite.
Para servir, enfeitar as laterais com açúcar em pó e umas nozes caramelizadas. (só utilizi as nozes)

Nota: cozer a abóbora em água, com uma casca de laranja e um pau de canela, e deixar a drenar bastante tempo para perder a água em excesso. (juntei também à água a flor de aniz e um grão de pimneta da Jameica

Obrigada Ginja, por esta sugestão maravilhosa

Chocos com tinta à moda lá de casa

Lembro-me da azáfama do almoço, cozinhado a dois e saboreado a três... ... da felicidade antecipada pelo prato que se sabia ser de verão e que se repetia anualmente... ... e do prato enorme, que seria o único na mesa, para nós os três... ... lembro-me dos risos, da cumplicidade, das brincadeiras... ... e do divertido que era mostrar e (re)mostrar o sorriso negro... ... Não me consigo desfazer daquele prato, cada vez que lhe toco consigo sentir o cheiro daqueles almoços e das risadas a três... ... Hoje, à mesa, só está um... o prato ficou guardado, seria demasiado grande... tal qual as lembranças que aqueceram este almoço. O sorriso, cheio de gratidão, surgiu,  marcou presença como se de um reflexo se tratasse.. 
Foi bom o mercado ter reaberto, ali consegui reviver memórias e comprar os chocos que me aqueceram a alma.

Chocos com tinta

Arranjam-se os chocos reservando os sacos de tinta.
Assa-se/grelha-se os chocos
Num tacho, à parte, cozem-se batatas.
Para o molho coloca-se numa frigideira um pouco de manteiga e, quando está está praticamente derrtida, colocam-se os saquinhos da tinta, deixando-os incorporar na manteiga. Juntamos este preparado a uma cebola picadinha e salsa.

À parte temos os chocos grelhados/assados cortados em pedaços, as batatas em rodela e misturandos tudo, salpicando com vinagre.

Depois saboreamos com muitos sorrisos...



o mercado reabriu com nova cara
e o sabor também voltou 


Tarte de peixe

No rescaldo da Festa a Aida insistia... "esta tens de colocar no teu blog, está deliciosa... e, quando eu argumentei que não tinha fotografado, retorquiu: "Colocas uma fatia e dizes que foi tudo o que restou!"
Bem comportada, como sou, aqui deixo a fatia e a receita, fruto da inspiração, já que não havia salmão no supermercado.


Tarte de peixe 

ingredientes

  • medalhões de pescada;
  • miolo de camarão
  • 4 ovos
  • 0,500l molho bechamel
  • 1 cebola;
  • 1 alho francês pequeno;
  • sal
  • ervas de provence
  • base de massa folhada
Preparação

Colocar a cebola, cortadas em meias luas finas, a refogar com as fatias finas de alho francês. Quando estiver cebola estiver amolecida juntar o miolo de camarão e os medalhões de pescadas cortados em quadrado de dois dedos de largura.
retirar do lume e juntar 500ml de molho béchamel e 4 ovos.
Adicionar o sal e as ervas de provence ao gosto e verter sobre
 a base de massa folhada (que entretanto se tinha estendo ido na base da tarteira e perfurado o fundo com o garfo).

Vai ao forne, 160º, durante 1h

marmelos assados com citrinos e especiarias

Lá fora o frio e a humidade. Aqui, dentro de casa, o quentinho é reconfortante e o cheirinho que sai do forno também. Tenho amigos a jantar por cá e nada como uma sobremesa para um final de refeição onde se pretende estreitar relacionamentos e trabalhar na Sua causa também.

Sim, os marmelos estavam a aguardar uma ocasião especial e ela chegou este fim -de-semana. Mais uma vez um obrigada à Laranjinha por esta receita que promete


marmelos assados com citrinos e especiarias


(receita que os Cinco Quartos de Laranja adaptaram da revista Good Food e eu ajustei )

Ingredientes para 6 pessoas:
  • 4 a 5 marmelos
  • Raspa e sumo de 1 laranja
  • Raspa e sumo de 1 limão
  • 2 paus de canela
  • 1 folha de louro
  • 3 cravinhos
  • 4 colheres de sopa de mel
  • 4 colheres de sopa de açúcar amarelo
  • 50 ml de Grand Marnier (substitui por vinho do Porto)
  • 200 ml de água

1. Lavar, cortar os marmelos em quatros e retirar-lhes o veio central com as sementes. À medida que se descascam colocá-los numa taça com água e sumo de um limão para evitar que oxidem.

2. Dispor os pedaços de marmelo numa travessa de forno. Adicionar a raspa e o sumo da laranja, a raspa de limão, os paus de canela, a folha de louro, os cravinhos, o mel, o açúcar, o licor Grand Marnier (vinho do Porto) e a água. Mexer.

3. Levar ao forno pré-aquecido a 160ºC durante 2h30 (no meu caso, só levou uma hora e trinta minutos)ou até os marmelos estarem macios. Ir mexendo ou regando os marmelos com o molho. 


Pão de chocolate e especiarias|Pain d’epice de Chocolate

Como sabem, não tenho vindo muito até aqui... continuo a ter muito carinho por este cantinho e por todos os que o visitam mas estou mais concentrada no L de linfa. Ontem tinha de encontrar um mimo para fazer  à Rita e lembrei-me do pão que tinha visto na Anasbageri

A Ana está a promover o Great British bake off dedicado ao pão e fez um delicioso pão que adaptou do livro Chocolate de Eric Lanlard, essa foi a minha inspiração para o lanchinho onde também teve lugar o Bolo de Maçã Reineta.

O que eu gostei nesta sugestão da Ana foi.... TUDO, sobretudo do aroma das especiarias que invadiu toda a casa e prevalece deliciosamente.



Pain d’epice de Chocolate

Ingredientes:

  • 2dl de leite
  • 8 colheres de sopa de mel
  • 125 g de chocolate amargo finamente picado
  • 300 g de farinha de trigo (de preferencia integral)
  • 65 g de açúcar mascavado
  • 1 colher de chá de bicarbonato de soda
  • 1/2 colher de chá de canela em pó
  • 1/2 colher de chá de noz-moscada
  • 1/2 colher de chá de gengibre em pó
  • 1/2 colher de chá de cravinho
  • 3 ovos batidos
  • 1 colher de sopa de extracto de baunilha
  • 1 colher de sopa de água de flor de laranjeira (não coloquei, porque não tinha)



Preparação:

Barrem com manteiga uma forma de bolo inglês com a capacidade para 900 gramas.

Aquecam  o forno a 180C (160C para fornos com ventoinha)

levem ao lume o mel, o leite e as especiarias até quase levantar fervura. Retirem do lume e misturem o chocolate até estar derretido. Misturem os ovos, a baunilha e flor de laranjeira.  Combinem todos os ingredientes secos num processador de alimentos. Acrescentem a mistura com chocolate e processem durante um par de minutos.

Deitem o preparado na forma e levem ao forno durante 40 a 50 minutos. Esperem até estar morno para desenformar e frio, se resistirem para o fatiar e devorar

Mousse de chocolate negro



Mousse de Chocolate Negro


ingredientes

250g  chocolate negro
200 ml de natas
5 ovos
raspa de limão
2 colheres de sopa de  manteiga

Preparação:

Separa-se as gemas das claras
Bater as claras em castelo firme
bater as natas até dobrarem volume
Misture as gemas com a raspa de limão
Derreter o chocolate com a manteiga
junte o chocolate derretido aos ovos com a raspa.
Envolver bem as claras 
juntar as natas
levar ao frigorifico ate ser hora de servir

do livro: As Receitas Cá de Casa" Manuel Luis Goucha

Tarte folhada de queijo e banana

No meu aniversario um poema e uma tarte

A um Amigo

Fiel ao costume antigo, 
Trago ao meu jovem amigo 
Versos próprios deste dia. 
E que de os ver tão singelos, 
Tão simples como eu, não ria: 
Qualquer os fará mais belos, 
Ninguém tão d’alma os faria.
Que sobre a flor de seus anos 
Soprem tarde os desenganos; 
Que em torno os bafeje amor, 
Amor da esposa querida, 
Prolongando a doce vida 
Fruto que suceda à flor.
Recebe este voto, amigo, 
Que eu, fiel ao uso antigo, 
Quis trazer-te neste dia 
Em poucos versos singelos. 
Qualquer os fará mais belos, 
Ninguém tão d’alma os faria.

Almeida Garrett, in 'Folhas Caídas'

(Obrigada Ilidia, por cumprires a tradição)

Tarte folhada de queijo e banana


ingredientes:
  • massa folhada (pode ser de compra)
recheio:
  • 2 embalagens de queijo Philadelfia
  • 4 gemas
  • 150g açúcar
  • 4 bananas
  • 2dl natas
  • raspa de limão
  • miolo de noz
Preparação:

Pré aqueça o forno a 180ºC
forre de massa folhada uma forma de tarte (fundo amovível)
Pique a massa com os dentes do garfo
Numa tijela bata o queijo com as gemas e o açúcar. Depois de ligar estes ingredientes junte as natas e misture
Descasque as bananas e desfaça, reduzindo a puré
Junte o puré de banana com raspa de limão ao preparado anterior.
Adicione a metade das nozes ao recheio.
Deite o creme obtido, dentro da forma forrada com massa folhada.

leve ao forno durante 30 min ou até o recheio estar cozido.

receita do livro de Manuel Luís Goucha; As receitas cá de casa"
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...